Carregando.
Aguarde.

menu

Últimas Postagens

Ações afirmativas nas universidades brasileirasUm relatório de 2013 sobre a questão das ações afirmativas em universidades brasileiras preparado a pedido da Academia de Ciências do Estado de São Paulo (clique aqui para acessar o documento) traz elementos ainda muito úteis para o debate do tema, que está longe de ter se esgotado. Vale a pena retomá-los.Ele começa lembrando a origem das ações afirmativas nos Estados Unidos tomadas em 1961 pelo presidente Kennedy, como parte de diversas políticas públicas com o objetivo de diminuir as tensões sociais resultantes da discriminação racial, que em alguns Estados naquele tempo ainda tinham características similares às do regime...LEIA MAIS +

Blackout de informaçãoEste mês, a neurocientista Susana Herculano, da UFRJ, anunciou que estava jogando a toalha – desistia de fazer ciência no Brasil, e estava se mudando para os EUA, onde poderia então desenvolver toda a sua capacidade produtiva.Seus relatos da realidade surreal de ser pesquisador no país me tocaram fundo – afinal é isso que vivo todo dia nos últimos 20 anos de pesquisadora, como a falta de agilidade por causa das burocracias para importar reagentes e equipamentos. Só um exemplo: estou há UM ANO importando uma estufa onde cultivar células-tronco… Imaginem se algum paciente estivesse dependendo disso? Não está, mas a competitividade...LEIA MAIS +

CAPES: Desde quando Em 31 de março deste ano, gestores de programas de pós-graduação foram surpreendidos por Ofício Circular da CAPES, assinado pela Dra. Mercedes Maria da Cunha Bustamante, Diretora de Programas e Bolsas no País, que informava que, "em função do planejamento orçamentário para 2016", cotas de bolsas que estavam sem atribuição para alunos no Sistema de Acompanhamento de Concessões (SAC) CAPES naquele momento seriam suspensas enquanto se conduziria uma análise da utilização dessas bolsas. O ofício, elaborado no mês em que tipicamente se realiza o ingresso na pós-graduação (e por...LEIA MAIS +

CARTA SOBRE A FUSÃO DO MCTI COM O MINISTÉRIO DAS COMUNICAÇÕES O MCTI É O MOTOR DO DESENVOLVIMENTO NACIONALA possível fusão entre o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação e o Ministério das Comunicações, que tem sido noticiada pela imprensa, é uma medida artificial que prejudicaria o desenvolvimento científico, tecnológico e de inovação do país.   É grande a diferença de procedimentos, objetivos e missões desses dois ministérios. A agenda do MCTI é baseada em critérios de mérito científico e tecnológico, os programas são formatados e avaliados por comissões técnicas que têm a participação da comunidade cien...LEIA MAIS +

Arquivo de Notícias

Zika é capaz de modular inflamação no cérebro, indica estudo.Ao analisar o cérebro de camundongos recém-nascidos, expostos ao Zika durante a gestação, pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) observaram que o vírus é capaz de modular a resposta imunológica no sistema nervoso central do hospedeiro, de modo a impedir uma inflamação exacerbada que lhe seria prejudicial. Dados preliminares da pesquisa, apoiada pela Fapesp, foram apresentados no dia 1º de setembro por Jean Pierre Peron, professor do Instituto de Ciências Biomédicas (ICB) da USP, durante a 31ª Reunião Anual da Federação de Sociedades de Biologia Experimental (FeSBE), em Foz do Iguaçu, no Paraná. &nbs...LEIA MAIS +

Envelhecimento altera fluxo  de cálcio no coração, revela estudoUm estudo de pesquisa básica desenvolvido na Unicamp traz uma série de conhecimentos novos sobre o transporte e a regulação do cálcio no coração humano. Os íons de cálcio, espécie eletricamente carregada do elemento, são responsáveis por iniciar o processo de contração muscular cardíaca, que pode estar alterado em doenças associadas ao mau funcionamento do coração.O estudo da Unicamp avaliou, entre outras questões, se fatores como o sexo e a idade do indivíduo afetam o transporte de íons de cálcio no miocárdio, músculo do coração que possui funcionamento autônomo e involuntário. Os resultados dos experimentos revel...LEIA MAIS +

Rãs passaram a se reproduzir fora d’água para diminuir a competição sexualElton Alisson | Agência FAPESP – Entre os vertebrados terrestres, as rãs exibem a maior diversidade de estratégias reprodutivas em terra.Até recentemente, a principal hipótese levantada pelos biólogos para explicar o que levou esses animais a darem esse passo evolutivo e passarem a se reproduzir de forma tão variada em terra seria a fuga de peixes e outros predadores aquáticos, que se alimentam de seus ovos e girinos.Leia a reportagem completa em: http://agencia.fapesp.br/ras_passaram_a_se_reproduzir_fora_dagua_para_diminuir_a_competicao_sexual/23949/...LEIA MAIS +

1409/2016
Na medida exata

Na medida exataMetodologia rápida, barata e inovadora quantifica princípios ativos em medicamentosTexto: Luiz Sugimoto  Fotos: Antoninho Perri  Edição de Imagens:   André VieiraNestes tempos em que o movimento pela “química verde” ganha força, pesquisadores da Unicamp contribuem com uma metodologia inovadora, rápida e barata para quantificação de ingredientes ativos em medicamentos, a partir de um mero papel de filtro e utilizando uma quantidade ínfima de solvente em comparação com métodos tradicionais. A técnica, que promete causar impacto na indústria farmacêutica, é apresentada em artigo aceito pelo ...LEIA MAIS +

Inoculação de cobertura aumenta produtividade da sojaPesquisa mostra que é possível colher até 900 kg a mais do grão por hectare[13/09/2016]A soja é conhecida por seu alto potencial de fixar nitrogênio biologicamente. Por meio da simbiose com bactérias do gêneroBradyrhizobium se formam em suas raízes pequenos nódulos onde ocorre a transformação do N2 atmosférico em compostos assimiláveis pela planta.“Acontece que, falando de uma cultivar de ciclo médio, por exemplo, depois de 70 dias esse número de nódulos vai caindo. Então, quisemos testar uma estratégia para manter ou até aumentar essa quantidade”, afirma Luiz Gustavo Moretti, mestre em Agronomia pela Faculdade de E...LEIA MAIS +

Capa da Science destaca pesquisa com participação da Rede ZikaKarina Toledo  |  Agência FAPESP – A última edição da revistaScience, publicada em 9 de setembro, destacou na capa osresultados dos testes feitos em macacos – por pesquisadores brasileiros e norte-americanos – com três formulações candidatas a se tornar uma vacina contra o vírus Zika.O assunto foi abordado no editorial da revista, assinado por Michael T. Osterholm, professor da Universidade de Minnesota, diretor do Centro de Pesquisa e Políticas em Doenças Infecciosas (CIDRAP, na sigla em inglês) e renomado especialista em Saúde Pública dos Estados Unidos.Leia a reportagem completa em: http:...LEIA MAIS +

Doenças que assolaram a humanidade podem voltar?Professor da Unesp é entrevistado pelo Portal UOL[12/09/2016]Peste negra. Varíola. Tuberculose. Gripe espanhola. Só o nome destas doenças já causa arrepios e remete a momentos da história em que fomos derrotados pelas epidemias. Elas causaram milhões de mortes, mas hoje estão controladas ou extintas. Mas será que podem voltarRecentemente, cientistas russos fizeram um alerta: as mudanças climáticas estão derretendo uma camada de gelo na Sibéria que contém vírus nocivos, como a varíola, guardados ali há milênios. O temor surgiu depois que uma criança morreu e outras 23 pessoas foram contaminadas no norte do país por antraz, ...LEIA MAIS +

Alliage produzirá equipamentos de raios X digitalClaudia Izique  |  Agência FAPESP – Em janeiro do próximo ano, a Alliage – empresa resultante da fusão da Gnatus com a Dabi Atlante, fabricantes de equipamentos odontológicos, em Ribeirão Preto – deverá colocar no mercado o primeiro lote de um aparelho para a realização de exames de raios X digital. “Trata-se de uma tecnologia disruptiva que muda o conceito de leitura de imagem”, afirma Carlos Henrique Banhos, diretor de engenharia industrial da Alliage.A nova tecnologia é resultado de uma fértil parceria entre a indústria, o Centro de Pesquisa em Óptica e Fotônica (CePOF) – apoiado pela FAPESP – e o In...LEIA MAIS +

Medicamento em teste na USP combate a hipertensão em sua origemKarina Toledo | Agência FAPESP – Um medicamento capaz de combater a hipertensão arterial por um mecanismo inovador vem sendo testado, com apoio da FAPESP, por um grupo que reúne pesquisadores brasileiros, ingleses e neozelandeses.Os resultados mais recentes dos ensaios pré-clínicos com o composto – por enquanto denominado MK-7264/AF-219 – foramdivulgados este mês na revista Nature Medicine.Os testes em humanos já estão sendo planejados na Inglaterra. Caso a terapia se mostre eficaz e segura, poderá beneficiar também pacientes com hipertensão resistente, ou seja, que não respondem aos tratamentos fa...LEIA MAIS +

Descobertas espécies de citros que produzem repelente contra o greeningDiego Freire | Agência FAPESP – Uma nova estratégia de combate ao vetor da bactéria responsável pelo greening, considerada a mais destrutiva doença dos citros no mundo e presente em 17% das laranjeiras no Estado de São Paulo, poderá ser desenvolvida a partir da descoberta de que três espécies de plantas do gênero produzem um óleo que repele o inseto.Leia a reportagem completa em: http://agencia.fapesp.br/descobertas_especies_de_citros_que_produzem_repelente_contra_o_igreening_i/23913/...LEIA MAIS +