Carregando.
Aguarde.

menu

(11) 3091-4464

[email protected]

18/04/2016

HomeNoticiasPesquisadores da UFSCar testam substância isolada do gengibre que demonstra potencial para tratamento de câncer
HomeNoticiasPesquisadores da UFSCar testam substância isolada do gengibre que demonstra potencial para tratamento de câncer
Pesquisadores da UFSCar testam substância isolada do gengibre que demonstra potencial para tratamento de câncer

Pesquisadores da UFSCar testam substância isolada do gengibre que demonstra potencial para tratamento de câncer

A molécula já foi testada e obteve resultados positivos contra células de câncer de mama, mas poderá ser testada também em câncer de próstata, de pulmão, de colo de útero, dentre outros tipos da doença

Uma substância isolada do gengibre que está em fase de testes no Laboratório de Biologia do Envelhecimento (Laben) do Departamento de Gerontologia (DGero) da UFSCar demonstra potencial para ser usada no tratamento de câncer, isoladamente ou em conjunto com a quimioterapia, podendo reduzir os efeitos colaterais. A molécula já foi testada e obteve resultados positivos contra células de câncer de mama, mas poderá ser testada também em câncer de próstata, de pulmão, de colo de útero, dentre outros tipos da doença.

Segundo a professora Márcia Cominetti, docente do DGero e coordenadora do Laben, o composto isolado do gengibre, denominado [10]-gingerol, é uma substância com atividade específica, ou seja, mata mais células tumorais em comparação com células normais, por um mecanismo de morte celular programada. Dessa forma, não ocorre a inflamação nos tecidos, efeito que realmente se espera de um medicamento antitumoral.

Leia a reportagem completa em: http://www.jornaldaciencia.org.br/edicoes/?url=http://jcnoticias.jornaldaciencia.org.br/10-pesquisadores-da-ufscar-testam-substancia-isolada-do-gengibre-que-demonstra-potencial-para-tratamento-de-cancer/

Voltar