Carregando.
Aguarde.

menu

(11) 3091-4464

[email protected]

26/04/2016

HomeNoticiasNovo teste simplifica medição de toxicidade na água
HomeNoticiasNovo teste simplifica medição de toxicidade na água
Novo teste simplifica medição de toxicidade na água

Novo teste simplifica medição de toxicidade na água

Por Caio Albuquerque, da Esalq em Piracicaba - [email protected]

Com colaboração de Ana Carolina Brunelli, da Assessoria de Comunicação da Esalq

 

A equipe do Laboratório de Química Ambiental do Departamento de Ciências Exatas da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq) da USP, em Piracicaba, vem desenvolvendo, há três anos, testes inovadores no método de avaliar a toxicidade em água e resíduos. O grupo encontrou uma forma de aperfeiçoar os testes tornando-o mais acessível, pois até então era necessário a tilização do Microtox, equipamento de alto valor, além de um kit de bactérias luminescentes. Os pesquisadores criaram um novo método, acompanhado de um kit denominado YTOX, no qual é possível diagnosticar rapidamente a presença de elementos tóxicos.

“O segredo foi utilizar levedura de panificação para nos ajudar a identificar as substancias”, conta Luiz Humberto Gomes, biólogo e especialista do laboratório. Enquanto pelo método Microtox se gasta R$250,00 por amostra, com o YTOX é necessário apenas R$10,00.

O método tem como base a rapidez do mecanismo de defesa das leveduras diante da exposição a qualquer agente tóxico, reduzindo a produção das desidrogenases (enzimas). “Toda essa detecção é realizada com a levedura e também a partir do reagente Cloreto de Trifenil Tetrazólio (TTC), que na presença das desidrogenases altera a coloração, passando do incolor ao vermelho”, conta o docente Marcos Yassuo Kamogawa, também parte da equipe.

 

Leia a reportagem completa em: http://www.usp.br/agen/?p=229062

 

Voltar